Linha de Pesquisa

— Desenvolvimento Psicológico;
— Avaliação Psicológica;
— Comportamento Sexual;
— Psicoterapia com Enfoque na Sexualidade.

Linha de Estudo

— Pesquisa de Instrumentos e Medida em Sexualidade Humana;
— Pesquisas sobre disfunções sexuais masculinas e femininas – formas e etiologias psicológicas.

Objetivos

 Construção, validação e padronização de instrumentos de medida em sexualidade humana;
 Estruturação e validação de técnicas psicoterápicas para uso em psicoterapia de sexualidade.

Ações da Linha de Estudo

1 — Investigar aplicações práticas e resultados de instrumentos e medidas em sexualidade humana;
2 — Desenvolver instrumentos que auxiliem a prática da psicoterapia com enfoque na sexualidade ou psicoterapia sexual;
3 — Traduzir, validar e padronizar instrumentos internacionais reconhecidos cientificamente para a atuação na área da sexualidade;
4 — Promover informações científicas que auxiliem na prática preventiva e interventora;
5 — Auxiliar outros grupos de pesquisa para o desenvolvimento da área da sexualidade humana
6 — Promover a interdisciplinaridade com outras áreas da sexualidade humana.

Pesquisa em Andamento

1 — Escala de Auto-Eficácia sexual – forma E – Validação Clinica;
2 — Validação do Inventário de Sexualidade Masculina forma DE IV;
3 — Validação do Inventário de Sexualidade Masculina forma EP II;
4 — Validação do Inventário de sexualidade feminina forma A1;
5 — Validação do Inventário de sexualidade feminina forma B1;
6 — Escala de desejo Sexual – Validação Clínica;
7 — Índice de Função Sexual Feminina – Validação Clínica;
8 — Índice de Função Sexual Feminina – Validação Populacional.

O GEPIPS

O Grupo de Estudos e Pesquisa do InPaSex stá coordenando uma pesquisa nacional para validação de vários instrumentos psico-sexológicos, reproduzindo esta pesquisa na América Latina (México, Costa Rica, Colômbia, Venezuela, Equador, Peru, Bolívia, Paraguai, Uruguai, Argentina) e comunidades de imigrados nos Estados Unidos. O processo de validação destes instrumentos em cada país é o primeiro passo neste ano de 2010, e futuramente permitirá que as características possam ser comparadas, permitindo compreensão e diferenciação entre aspectos psicológicos e culturais para auxiliar o trabalho com a sexualidade baseada em informações reconhecidas no continente. Este grupo forma a ReLIS – Red Latinoamericana de Investigación Sexológica.

No 10º Congresso Europeu de Sexologia, que aconteceu na cidade do Porto (PT), de 09 a 13 de maio de 2010, o GEPIPS apresentou vários estudos aprovados pelo Comitê Científico.

Oswaldo M. Rodrigues Jr. — Graduação em Psicologia pela Universidade São Marcos (1984) e mestrado em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1996). Diretor e psicoterapeuta do Instituto Paulista de Sexualidade – Clinica de Psicologia e Sexualidade, Editor Chefe da Revista Terapia Sexual, membro do Comitê Editorial do Journal of Psychology & Human Sexuality e Presidente da SBRASH – Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (2005-2007). Membro do Advisory Committee da World Association for Sexual Health (2001-2009). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Intervenção Terapêutica, atuando principalmente nos seguintes temas: terapia sexual, sexualidade, sexologia, parafilias, disfunções sexuais e disfunção erétil.

Carla Zeglio — Graduada em Psicologia pela Universidade São Judas Tadeu (1996). Atualmente é Terapeuta Sexual – Clínica – Pesquisa e Aspectos Psicossociais, Psicóloga Clínica e Diretora da Revista Terapia Sexual. Tesoureira da FLASSES – Federación Latinoamericana de Sociedades de Sexologia Y Educación Sexual (2003/2005). Tem experiência em psicoterapia sexual e supervisão clínica com enfoque na sexualidade. Atualmente supervisora clínica do Instituto Paulista de Sexualidade. Coordenadora e Idealizadora do CEPES – Curso de Especialização em Psicoterapia com enfoque na Sexualidade.

Dra. Elaine Cristina Catão — Graduada em Psicologia pela Universidade São Judas Tadeu (1995), mestrado em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1999) e doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (2005). Atualmente é professora de pós-graduação, docente cooperado da Faculdade Magister e proprietária de consultório particular. Tem experiência na área de Psicologia, atuando principalmente nos seguintes temas: psicologia escolar, relação professor-aluno, terapia comportamental e psicoterapia com enfoque na sexualidade.

Dr. Rodolfo Pacagnella — Possui Mestrado em Saúde coletiva pelo Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP). É graduado em Ciências Biológicas Modalidade Médica pela Universidade de São Paulo (1996) e em Medicina pela Universidade de São Paulo (1999). Possui ainda residência médica na área de Ginecologia e Obstetrícia pelo HCRP/USP, especialização em Reprodução Humana pelo HCRP e especialização em Psicoterapia com enfoque em Sexualidade pelo InPaSex. Atualmente é professor da Organização Educacional Barão de Mauá, professor do InPaSex e médico da Prefeitura Municipal de Santa Lúcia. Tem experiência na área de Ginecologia e Obstetrícia e Saúde Coletiva, com ênfase em Saúde Pública, atuando principalmente nos seguintes temas: sexualidade, saúde sexual e reprodutiva, reprodução humana e ensino médico.

Itor Finotelli Junior — Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Atualmente é mestrando em Psicologia pela Universidade São Francisco, especializando em psicoterapia com enfoque na sexualidade pelo InPaSex e membro da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana.

Diego Henrique Viviani — Psicólogo, Bacharel e Licenciado pela Universidade Paulista (UNIP) (2007). Cursando CEPES – Curso de Especialização em Psicoterapia com Enfoque na Sexualidade. Assistente de pesquisa do InPaSex, atuante no GEPIPS – Grupos de Estudos e Pesquisas do InPaSex.

Fátima A. Mello Protti — Psicóloga e Terapeuta Sexual atuando na área clínica desde 1994. Formada pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas – UNIFMU (1994). Pós- graduada pela – Universidade de São Paulo – USP (2001). Formação em terapia sexual pelo Instituto H.Ellis (1995). Membro pesquisadora do GEPIPS – Grupo de Estudos e Pesquisas do Instituto Paulista de Sexualidade. Membro da ABEIS – Associação Brasileira para o Estudo da Inadequação Sexual. Desenvolveu trabalhos em terapia sexual no Hospital da Mulher e em terapia breve junto aos pacientes do ambulatório do Hospital Pompéia. Participou dos trabalhos interdisciplinares junto ao GOES-Grupo de Orientação e Esclarecimento em Sexualidade Humana, pelo Instituto H.Ellis. Professora convidada para palestras em cursos de graduação e pós-graduação nas áreas: Direito, Psicologia, Língua Inglesa e Tradução, Educação e Terapia Sexual. Criadora do projeto P.O.E.S.I.A. voltado para a educação sexual do adolescente em escolas particulares e do curso de Orientação Sexual para adolescentes da Pastoral do menor, na Paróquia Nossa Sra. da Esperança. Autora de artigos para as Revista Viver Psicologia, SBRASH e Integração da Sadia. Ganhadora do Prêmio Araguari Chalar Silva (1995) em co-autoria com o Psic. Oswaldo M. Rodrigues Jr. a pesquisa “Como é visto o terapeuta sexual?”.

Mônica Gonçalves de Melo Teixeira — Graduação em Psicologia pela Universidade de Santo Amaro (2005). Terapeuta Comunitária pela Teia Paulistana de Terapia Comunitária e SENAD (2006). Atua em Psicologia social há cinco anos, desenvolve trabalhos em prevenção primária e secundária a DST/AIDS, cursando CEPES – Curso de Especialização em Psicoterapia com Enfoque na Sexualidade.

Maria del Carmen Rodolico — Psicóloga UBA – Sexóloga Clínica – Buenos Aires.

André Bertoldi — CEPES/InPaSex.

Carolina Costa Fernandes — CEPES/InPaSex – Curso de Psiquiatria em Metodologia de Saúde Mental (2003) Dr. Jair Mari — UNIFESP – Escola Paulista de Medicina – 2001 – Especialização em Dependência Química pela Escola Paulista de Medicina – 2000 – Especialização em Psicologia Hospitalar do Hospital Brigadeiro – Nêmeton (1565 horas) – Psicologia – UNIP – Universidade Paulista 1995-1999 – 2003 – Psicóloga do IInPaSex – 2001/2003 – Assistente das Clínicas de Urologia, UTI, Serviço de Pronto Atendimento e Neurologia do Serviço de Psicologia do Hospital Brigadeiro – 2000/2003 – UNIAD- Unidade de Álcool e Drogas – Psiquiatria – Hospital São Paulo – Psicóloga da equipe de Álcool.

Psic. Moara Carvalho: CEPES – UROCENTER – Teresina (PI).

Recomendamos

Vídeos Recentes

VER + VÍDEOS