A Sexualidade do Casal Idoso

A Sexualidade do Casal Idoso
"A maioria das pessoas acreditam que os mais velhos não mantêm relações sexuais." —email: oswrod@inpasex.com.br

Nosso trabalho na psicologia da sexualidade tem trazido muitos homens e mulheres e casais para o consultório e com eles aprendemos que as pessoas com mais de 60 anos fazem sexo, sim!

Esta percepção está de acordo com as observações de muitos profissionais que cuidam de casas para idosos que atualmente aumentaram muito em número em uma cidade igual São Paulo, Claro que muitos idosos estão nestas casas por precisarem de cuidados de saúde que não podem receber em casa, mas muitos estão por afastamento da família, e passam a viver em novo contexto, e, idosos, são surpreendidos em busca de intimidades sexuais com muita frequência. Então, como se portam os casais, e como ficam os viúvos e viúvas, os divorciados?

Estudos e observações de profissionais de saúde desde a década de 1970 tem permitido compreender a vida sexual de idosos a partir da perspectiva profissional, e não da opinião carregada de preconceitos das ruas.

Números em pesquisas apontam a atividade sexual mantida em quase 90% das pessoas entre 60 e 64 anos, e ainda mantendo atividades sexuais em perto de 30% nos mais velhos que 80 anos de idade.

E como fica esta questão de opinião que ainda é tomada como verdade entre todos nós de que idosos não fazem sexo? Parece uma daquelas regras que aprendemos e nem entendemos de onde vem e nunca encontramos provas de serem verdadeiras, mas como nunca as testamos, deixamos como estão… e seguimos nossas vidas.

A atualização da reação constantemente sobre pensarmos em sexo de idosos já traz uma sensação ruim, parece que não gostamos da ideia, nem queremos pensar a respeito. Claro que isto é complexo, não é uma ideia simples que pode ser desaprendida com alguém falando o oposto…

O mais comum e direto é que não desejamos pensar que nossos pais e avós continuam fazendo sexo. Uma crença comum em nossa cultura é associada ao sexo reprodutivo, ou seja, nossos pais fizeram sexo, sim, mas apenas para que pudéssemos nascer. Assim, olhando nossos umbigos, não corremos o risco de pensar que eles fizeram sexo pelo prazer. Também devemos compreender como isso soa para uma criança: ser trocado pelas atenções de outra pessoa… e o sexo parece ser muito importante, então, uma criança deixa de observar e usar a observação para saber se os pais têm mesmo atividades sexuais, ou seria uma traição, e uma perda que uma criança não sabe administrar em termos de sofrimento. Os adultos fazendo sexo “às escondidas”, no quarto, de portas fechadas, estão fazendo coisas importantes e as crianças não participam… melhor pensar outra coisa…

Mas nossa cultura ensina as mulheres terem sexo com finalidades reprodutivas, assim torna-se mais óbvio que os nossos pais e avós que já cumpriram suas funções com o sexo, não fazem mais sexo!

Algumas regras extras se desenvolvem em consequência: mais velhos que fazem sexo são promíscuos, é anormal ter desejo de sexo depois de determinada idade, a natureza do desejo do sexo não sobrevive com a idade, é normal deixar de querer sexo com a idade.

Em consequência não podemos pensar que nossa avozinha gosta de sexo… pincipalmente nossa avozinha! Nosso avô até pode… e nem sempre pensaremos que eles fazem sexo, e se fazem é menos e de modo perverso, afinal, a esposa dele, nossa avozinha, ela não faz sexo, com certeza… e assim temos explicações para um mundo sexual dos idosos, sem buscarmos comprovações afinal, se comprovarmos o contrário… o que será do mundo?

Outro fator cotidiano é o vivermos num mundo focado em jovens. Vemos na TV o quanto a juventude é importante pra a saúde e somente jovens são sexualizados na mídia, na TV, nas novelas, nos filmes!

Vivemos rodeados de imagens sexuais apenas em jovens, não idosos!

E mesmo quando se fala de alguma pessoa mais velha e definimos como sensual ou erótica, são pessoas mais velhas que mantém aspecto jovem! Estes idosos jovens! Ah estes podem fazer sexo e serem objetos sexuais de jovens!

Assim negamos aos idosos a privacidade e condições sociais que permitam que tenham intimidades sexuais com outras pessoas, idosas ou não. E se fazem sexo, a cultura patologiza, diz que é feio, e tentam fazer com que pareçam doentes.

Podemos não gostar da imagem mental de idosos fazendo sexo, ainda mais se forem nossos parentes. Mas eles fazem!

Incomoda, temos emoções negativas com as quais não sabemos lidar, mas colocar a culpa nos idosos que fazem sexo não auxilia a administrar a realidade.

E precisamos cuidar do que pensamos a respeito, pois punir o idoso que faze sexo passa a ser comum e parece que se são eles que estão errados.

Idosos também querem manter o privilégio de fazerem sexo, encontrarem e manterem as vivências prazerosas trazidas pelo sexo como parte natural da vida e não interessa quão velhos sejam!

Idosos de todas as idades podem sentir prazer fazendo sexo, e fazem!

Eles precisam de privacidade e nem sempre as famílias facilitam esta condição.

E vale lembrar: casais que ainda se percebem amando e mantém contato físico constante, intimidade, e ainda são casais acima de 70 anos, mantém sexo de 3 a 4 vezes por semana!

Então precisamos mudar nossas perspectivas e aproveitar a vida! Ela será longa!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com (*) são requeridos.

Cancelar resposta

Vídeos Recentes

VER + VÍDEOS